Apevi - Associação das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedor Individual do Vale do Itapocu
Cejas Fampesc

Notícias

01 de Junho de 2017 às 11h06min

8 técnicas de atendimento para vender mais


 Para fidelizar clientes, não basta oferecer um bom serviço. A equipe de atendimento deve estar devidamente preparada para recepcionar, ajudar e/ou solucionar possíveis problemas da melhor forma possível. Desse jeito, a chance de manter consumidores antigos e conquistar novos aumenta – assim como as vendas. Com o objetivo de otimizar a receita, José Worcman, sócio-diretor da OnYou, uma das maiores empresas especializadas em auditoria da experiência do cliente do país, separou oito dicas fáceis de aplicar no dia a dia. Confira:

 

1 - Sem prejulgamentos

As aparências frequentemente enganam, por isso, é essencial orientar a equipe a atender bem todo e qualquer cliente. Não deixe que preconceitos atrapalhem a captação e fidelização de novos clientes.

2 - Cada cliente é único

O consumidor quer ser visto como um comprador com demandas e necessidades exclusivas. Para não os frustrar, é fundamental que os atendentes escutem com atenção, demonstrem interesse em ajudar e preocupação em atendê-los – e não apenas em realizar a venda.

3 - Atenção à aparência

O cliente quer se sentir confortável e que pode confiar em quem o atende, por isso é importante que a equipe se vista de uma maneira padronizada ou discreta. Evite roupas muito despojadas ou que não deixe claro quem é funcionário.

4 - Vocabulário adequado

É preciso adequar o vocabulário ao seu público-alvo. Procure não usar gírias, palavras de baixo calão, expressões com duplo sentido e até mesmo formalidades excessivas. Essas recomendações se adequam a quase todos estabelecimentos.

5 - Ouvir o cliente

Não escutar o cliente, sugerindo opções que não atendem as necessidades dele não é recomendável. A equipe deve prestar atenção no que o consumidor tem a dizer, pois só assim conseguirá entender o que ele busca e precisa, assim como gerar vendas com mais qualidade e índice de satisfação.

6 - Evitar frases negativas

“não”, “não sei”, “não temos”, “não é comigo”, “não posso fazer nada”, e outras expressões do tipo transmitem – mesmo que erroneamente – a impressão de que o atendente não está empenhado em ajudar. Para evitar constrangimentos desnecessários, a equipe deve eliminar termos negativos do repertório.

7 - Foco nos benefícios

Enfatizar os benefícios que o produto/serviço proporciona é uma estratégia de venda mais eficaz do que falar sobre características técnicas ou vantagens que tem sobre os concorrentes. Mostrar como a aquisição do item resolverá problema e as necessidades do cliente aumenta a possibilidade de venda e fidelização.

8 - Contornar objeções

Ao contestar, o cliente não está fechando a porta para a venda, mas mostrando um entrave para concretizá-la. Isso não deve fazer os atendentes desistirem, mas sim estimulá-los a contornarem a situação. Mostrar exemplos de outras empresas que já utilizam o produto/serviço, explicar como pode ajudá-lo, expor vantagens que compensam desvantagens, são alguns caminhos.

 

Dica bônus: capacite seus vendedores.

A Apevi oferece capacitação com o objetivo de ensinar técnicas, ferramentas e estratégias de vendas através de um treinamento dinâmico, atual, e com aplicação prática, se adequando a realidade do profissional e da empresa que busca se adequar às exigências do mercado cada dia mais exigente e em constante mudança.

Saiba mais pelo telefone (47) 3275-7024 ou [email protected]



Outras notícias


Apevi e Finanville fecham parceria para Certificado Digital

Apevi e Finanville fecham parceria para Certificado Digital

Apevi oferece Certificado Digital

O Certificado Digital é uma assinatura com validade jurídica que garante proteção às transações eletrônicas e outros serviços via internet, permitindo que pessoas e empresas se identifiquem e assinem digitalmente de qualquer lugar do mundo com mais segurança e agilidade.

FIPES 2017 quer gerar oportunidades de negócios a empresas de Santa Catarina

Segmento expressivo da economia, a área de eventos de negócios representa um ativo importante para o País. Indicadores mais recentes da Associação Brasileira de Empresas de Eventos (Abeoc) mostram que feiras, seminários, os congressos, as convenções, os simpósios e os grandes encontros de negócios movimentam por ano, juntos, mais de 200 milhões de pessoas. A contribuição em impostos arrecadados ultrapassa R$ 50 bilhões e um faturamento superior a R$ 209 bilhões, com geração de empregos diretos e indiretos batendo os 7,5 milhões de pessoas.